Quem é Marcelino ULTRA?

Quem é Marcelino ULTRA?
- Cristiano Marcelino (36 anos) é Bombeiro Militar, Ultramaratonista, Professor de Educação Física graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Mestre em Ciências pela UFRJ. Casado com Nilce Marcelino (37 anos) e pai de Filipe Marcelino (9 anos).

sexta-feira, 11 de maio de 2012

K21Rio - Difícil, porém rápida...

Half Adventure Marathon: Hard and Fast Race



Claro que foi rápida comparando com as últimas provas que fiz.
Duas semanas antes completei em 12h38min o XTerra Endurance 80K Ilhabela.
Então assim comparando esta prova de cerca de 2h foi rápida!

Realizada no dia 05 de maio na belíssima cidade de Arraial do Cabo a prova contou com cerca de 1.000 atletas inscritos, sendo cerca de 700 para percorrer os 21,240 Km de prova e o restante para dividir em dupla o mesmo percurso.

O percurso era de uma grande volta pela cidade, proporcionando aos atletas visuais de tirar o fôlego.

Percurso do K21Rio

E falando em tirar o fôlego a altimetria da prova era duríssima, com muitos trechos de trilha, escadas, costões rochosos e areia fofa, entre outras dificuldades.

Altimetria do K21Rio

A K21Rio inicia uma série de provas, a K21 Series, que vem da linha do K42, que tive a oportunidade de disputar a etapa brasileira em Bombinhas / SC no ano passado, sendo esta a Maratona mais difícil do Brasil.

Como a K21Rio seria realizada no sábado, fui para Arraial do Cabo na sexta-feira, onde se realizou de noite o Congresso Técnico, na Arena da prova.

Congresso Técnico

Atento nas palavras...

Nesta prova tivemos uma participação em massa da Equipe CE+3, com cerca de 30 atletas que enfrentaram as duras trilhas da prova.

Equipe CE+3 se prepara para a largada

Com tenho obtido um bom apoio da Barcellos Sports nas últimas provas que competi para este K21Rio, que eles tinham um Stand na Arena da prova combinei de correr com a camiseta deles.

Pronto para a largada de Barcellos Sports!

A largada da prova era dividida no pace do atleta informado na retirada de kits, sendo disponibilizado pulseiras de várias cores e também várias entradas para largada de acordo com estas cores. Uma excelente iniciativa, visto que após 500m de corrida a trilha se afunilaria e isto já servia para colocar cada qual no seu lugar e evitar atropelamento com os próprios atletas.
Peguei a pulseira azul, que indicava o pace mais rápido possível: 4'00"/Km.
Porém prevendo que mesmo assim teríamos um pouco de tumulto me posicionei bem na frente.
A largada na Praia Grande marcada para às 8h00min já estava chegando e momentos antes os organizadores chamaram à frente cerca de 30 atletas para largar na Elite - e lá estava eu - SHOW!

Largada do K21Rio

A prova iniciava com cerca de 150m de asfalto e depois descia para a areia fofa. Larguei num bom ritmo. Logo depois tinha cerca de 500m de areia fofa, neste trecho estava num pace de 4'00"/Km e cerca de 30 atletas estavam na minha frente - vários competindo na categoria dupla, portanto naturalmente num ritmo mais forte pois só iriam fazer metade do percurso.

Então chegámos ao ponto de afunilamento, com uma escadaria de cerca de 100 degraus, de vários tamanhos e formas. Cheguei a usar as mãos no chão para facilitar a transposição. Nesta hora vi que tinha feito certo em largar mais forte, pois não peguei muito trânsito - amigos que correram mais fracos informaram depois que chagaram a ficar mais de 5mim parado num só lugar.
Disto já fica uma sugestão para organização, de tentar alterar o percurso de forma que a prova cheguei neste ponto com pelo menos 2 Km já rodados.

Após a escadaria continuávamos por uma trilha bem íngreme até a placa de Km 1. Neste ponto entravámos numa estrada de paralelepípedo que se alternava com outras trilhas com várias subidas e descidas, chegando ao Km 4. Até então já tinha passado alguns atletas que estavam à minha frente.
Agora teríamos pela frente uma estrada de terra batida de cerca de 1,5Km com muitas poças d'água enormes.

Chegavamos então na descida para as Prainhas, uma descida de 200m bem íngreme e perigosa - desci até que rápido - nesta prova competi pela 1ª vez com meu tênis ASICS FUJI ATTACK, que foi fenomenal - enquanto um staff alertava para o perigo da descida - mais tarde vim a saber que alguns atletas caíram e se machucaram neste ponto.

Lá em baixo tínhamos cerca de 1Km de areia fofa, que contornava uma pequena duna e retornava pelo mesmo caminho. Porém entrando numa trilha paralela a descida, que subia por entre degraus e pedras até o topo de onde tínhamos descido.

Chegando lá em cima voltávamos pela estrada com poças d'água por cerca de 2Km por onde descíamos para a Praia dos Anjos, ponto que marcava metade do percurso e troca das duplas.

Lá existia um ponto de hidratação com água e Gatorade - falando nisto a organização foi fenomenal na hidratação, colocando 7 pontos de água muito gelada no percurso com vários staffs fazendo a distribuição, porém alguns atletas que chegaram quase no final informaram que faltou água em alguns postos.

Então com um Gel, água e Gatorade segui em frente pela Praia dos Anjos, que tinha somente um pouco de areia fofa e o restante de areia bem batida.

Hidratação no meio do percurso

Ao final desta praia havia a saída da mesma estava um pouco confusa, sem saber o que faria perguntei a um atleta que tinha feito a prova em dupla e parado pouco antes - este atleta eu o conhecia e sabia que o mesmo já tinha feito o percurso completo em outra oportunidade - ele me indicou que virasse a esquerda, então eu e mais outro corredor fizemos isto, corremos cerca de 50m subindo e ouvimos um grito de um Guarda Municipal que trabalhava na prova, nos chamando para baixo dizendo que estávamos no caminho errado, então voltamos e pegamos o caminho certo, o atleta que indicou errado nos pediu desculpa pois tinha se confundido. Orientei ao Guarda que ficasse ali indicando o caminho para não acontecer novamente com quem vinha atrás. Até então, e também até o final da prova, todo o percurso foi muito bem sinalizado, utilizando fitas, placas e marcações no chão, além de pessoal.

Com o caminho acertado passamos por uns degraus chegando ao curto asfalto que daria acesso a outra escadaria de cerca de 60 degraus seguido da trilha mais íngreme da prova, com cerca de 1Km de subida.

Alternando caminhada e corrida neste ponto difícil avistamos do topo a linda Praia do Forno. De lá tínhamos um trecho de cerca de 500m de descida forte em paralelepípedo - trecho este onde senti as dores de meu dedo machucado nos 80K de Ilhabela duas semanas antes - então tive que diminuir um pouco o ritmo e perder duas posições.

Após entravámos numa trilha estreita de quase 1 Km que nos levaria ao costão da Prainha. Gosto muito de correr em costão, mas este era bem curto - cerca de 300m, mesmo assim consegui ganhar uma boa vantagem sobre os adversários até passando outros corredores.

Acabado o costão tínhamos mais uma pequena trilha até chegar na areia da Prainha, com cerca de 1Km de extensão e boa de correr. Mais umas posições conquistadas aí. Ao final desta, outra subida forte que dava acesso a mais trilhas.

Chegamos no lago e o contornamos. Mais trilhas com subidas e descidas. Agora outra grande subida de cerca de 700m no Morro da Antena. Descida por outra trilha, atravessamos uma pequena ponte e um pequeno trecho de areia fofa.

Agora era plano até o final - hora de aumentar um pouco mais o ritmo. Cerca de 1Km de estrada de terra batida e uma travessia de pista, com os Guardas parando o transito para os atletas passarem.

Agora o percurso era dentro da fábrica Álcalis, com 2 Km planos entre estrada de terra e asfalto.

Chegamos então na entrada da praia grande, cerca de 500m de asfalto e entramos para a restinga com pequenas dunas. 1 Km para chegar porém tudo de areia muito fofa.

Nos 500m finais corríamos na areia tendo o calçadão à cima com o público incentivando, muito legal e depois ganhávamos o asfalto para a chegada.

Último trecho de areia fofa

E foi assim que concluí a K21Rio em 2h03min43seg obtendo o 21º lugar geral - achei que foi uma boa performance levando em conta a prova que tinha feito duas semanas antes.

Chegada

Após me hidratar peguei o caminho contrário, para buscar minha esposa Nilce que fazia sua 1ª prova de 21Km (boa escolha!). Porém fui bem devagar e falando com todos que passavam e os incentivando, mas acabei correndo mais 5Km. Busquei ela que chegou vitoriosa.

Chegando com Nilce

Gostei muito de participar desta prova que teve uma excelente organização e também não poderia esquecer do excelente kit com linda viseira e camiseta.

Kit e medalha

Verso da camiseta e medalha

Agradeço a todos meus apoiadores que me incentivam sejam nas Ultramaratonas como nas provas menores e treinamentos.

Nesta prova o agradecimento especial a:



Recentemente sob apoio da Barcellos Sports consegui os seguintes itens que muito me ajudarão:

ACCELERADE

Vibram FIVEFINGERS

Agradeço a vocês meus leitores que sempre me apoiam também. Não deixa de fazer seu comentário no LINK abaixo e continuar dando vida a este site!

Até a próxima...

3 comentários:

Jorge disse...

---------\\\\|/---------
--------(@@)-------
--ooO--(_)--Ooo--
Aeee Cris só quem correu os 80K de Ilha bela pode em algum trecho do K21 lembrar dos 80k né...Essa K21 foi durissima ainda mais que alguns trechos pareciam com os 80K de Ilha bela, mas só em ter completado as 2 estamos de parabéns, bom o lance de vc ter conseguido apoio da Barcellos Bike é isso aeee...
Bons treinos e até a Ponte...Ahhh tá voando hein...rsss...

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

Marcelo e Sandra disse...

Parabéns, Cristiano!

Sempre bacana acompanhar suas conquistas.

Estamos, humildemente, na sua cola..rs

Marcelo e Sandra/Niterói

Rafa Alves disse...

Grande prova guerreiro... uma das mais belas que participei, parabéns pelo resultado! Abraço!