Quem é Marcelino ULTRA?

Quem é Marcelino ULTRA?
- Cristiano Marcelino (36 anos) é Bombeiro Militar, Ultramaratonista, Professor de Educação Física graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Mestre em Ciências pela UFRJ. Casado com Nilce Marcelino (37 anos) e pai de Filipe Marcelino (9 anos).

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Green Race 50K - FINISHER!

Mais uma ULTRA de Montanha

Os 50K de Montanha da Green Race marcaram minha oitava participação em Ultramaratona neste ano de 2012.
A prova prometia ser um desafio mais rápido do que de costume porém bem duro.

Com organização da Iguana Sports a Green Race foi realizada no dia 25/11 na Serra do Japi em Jundiaí / SP.


A prova contou com percursos de 5K, 10K e 50K, sendo este último podendo ser dividido em dupla ou quarteto. Cerca de 800 atletas participaram da prova, sendo 100 atletas com a mesma escolha que eu - 50K SOLO.

A prova foi realizada no domingo, então no sábado fui para Jundiaí, fazendo a retirada do KIT num shopping da cidade.

Retirada de kit

O Kit não teve muito atrativo, sendo composto de somente a camiseta (embora bastante bonita e de alta qualidade) e sacola esportiva, além de Chip e número. Porém meu interesse concerteza não estava no Kit e sim na prova.

Kit Green Race

Depois de uma parada me alimentar, junto com minha esposa Nilce e filho Filipe, fomos para o hotel descansar da longa viagem e ficar pronto para a prova no dia seguinte.

Não precisamos acordar muito cedo, pois estávamos perto do lugar da prova e a largada seria somente às 9h. Então tomamos café da manhã no hotel junto com vários outros atletas.
Nos encaminhamos então para a Serra do Japi - lugar de muita beleza e preservação da natureza - e chegamos à arena da prova já bastante cheio de gente.

Na arena da prova
 
Muita beleza neste local
 
Após todo o preparativo o sistema de som anunciava e proximidade da hora da largada, tive oportunidade ainda de dar uma entrevista a TV local afiliada da Rede Globo, então me dirigi para o pórtico.

Pronto para a largada

Exatamente no horário marcado foi dada a largada, com antecedência já sabia que tinham muitos atletas de alto nível na disputa dos 50K.

Largada da Green Race

O percurso prometia um desenvolvimento rápido, pois não era de trilhas fechadas e sim composto de 90% de estrada de terra batida, possibilitando uma velocidade boa, porém para isto era necessário fazer bastante força.
A altimetria da prova no entanto era duríssima, com muitas subidas duras e descidas igualmente desafiadoras.

Altimetria da Green Race 50K

O início do percurso era de praticamente 4 Km de subida, muitos atletas saíram em disparada na largada, pois iam fazer os percursos menores, mesmo assim já pelo meio desta subida muitos ficavam para trás.
Achei bem legal que vários atletas das distâncias menores se impressionavam que pudéssemos estar fazendo os 50K solo - para mim uma distância não tão grande, porém com suas dificuldades específicas.
Numa desta troca de palavras acabei me juntando a outro atleta dos 50K que acabei descobrindo também ser experiente de Ultramaratonas. Íamos trocando palavras porém mantendo o ritmo bem forte. O percurso contava com vários trechos de pequenas subidas e descidas bem íngremes. Nas subidas ele se adiantava um pouco e nas descidas eu o alcançava e deixava ele para trás, mas acabávamos nos juntando outra vez.

A partir do Km 4 agora era hora de descer bem, seriam cerca de 10 Km abaixo, porém sabendo que o retorno seria por este mesmo trecho e tornaria estes 10 Km de subida no trecho final da prova.
Do Km 14 ao Km 19 teríamos algumas montanhas, subindo e descendo num ritmo forte levado ainda pelo companheirismo neste trecho.

No percurso da Serra do Japi

Do Km 19 ao Km 23 tínhamos agora a subida mais dura da prova, culminando do topo de outra serra - Serra dos Cristais - a 1.100 metros de altitude. Este trecho era muito acidentado e íngreme, que deixava a corrida por ali muito difícil.

Chegando ao topo nesta paisagem lindíssima fiz uma breve pausa no posto de hidratação para recompor o cinto e jogar bastante água gelada na cabeça - apesar do início da prova estar frio, neste trecho o sol abriu fortemente, castigando bem os atletas que passavam por lá.
Falei então com meu companheiro de corrida que teríamos agora uma dura descida de 3 Km, ele pareceu já ter dado muito e acabou ficando mais um tempo no posto de hidratação, segui então descendo bem forte e a descida era dificílima.
 
Cheguei então no ponto que agora seriam 19 Km para o final da prova, pelo mesmo caminho da vinda, seguindo agora pela já conhecida pequena cadeia de montanhas por cerca de 5 Km.
 
Agora então chegava a temida hora de enfrentar os 10 Km de subida até o topo da serra, para depois descer ao fim da prova.
Neste trecho da prova senti bem por ter feito tudo bem forte antes, mas agora não seria hora de me arrepender. Nos pontos mais inclinados ia bem lento mas ainda acelerava um pouco nos trechos menos difíceis.
Cheguei então a pensar que não estava indo bem e espera ver meu parceiro me passando assim como outros atletas vindo de trás. Porém descobri que estava difícil para todos e além de ninguém chegar em mim eu que passei por outro atleta, que me deixou um pouco empolgado e acabei passando por mais um e uns kilometros à frente por um terceiro. Estava realmente duro para todos.
 
Enfim vendo os kilometros a se passarem eu esperava apreensivo pelo final da grande subida e ela chegou. Agora seriam 3 Km de descida até a chegada, porém dei o máximo nesta longa subida que não restava forças para a descida que vinha. Fui com muita dificuldade descendo este trecho final e não consegui segurar enquanto o último atleta que eu passara agora retomava a posição a menos de 1 Km do final.
Mas não fiquei triste por isto meu saldo foi altamente positivo e enfim cheguei a reta de chegada muito feliz de ter feito uma prova espetacular.

Reta do final da prova
 
Avistei de longe Nilce e Filipe, tinha deixado avisado que iria me esforçar para voltar antes de 5h de prova então elas já estavam à minha espera.
Aproveitando então que não vinha ninguém mesmo e chamei Filipe para chegar comigo, que aceitou de imediato e fomos ambos alegres correndo de mãos dadas pelos 50 metros finais da prova.

Eu e Filipe curtindo o final da prova
 
E com um excelente tempo de 4h43min44seg cruzei a linha de chegada destes 50Km obtendo a 9ª colocação geral e concluindo minha oitava Ultramaratona do ano!

Feliz pela conquista!
 
Agradeço a todos que me apoiaram para que eu conquistasse este objetivo nesta prova e a todos que me acompanham sempre por aqui.
 
Agora é hora de descanso de provas e regular os treinos para 2013 que será cheio de Ultramaratonas. A primeira já é mês que vem!

Deixe seu comentário abaixo para dar mais vida a este site.
Obrigado e até a próxima!!!

3 comentários:

Cesar Condrati disse...

Fez uma belíssima prova, realmente muito forte. Parabéns pelo resultado. Oito Ultras em um ano é para poucos.
Abs.
César Condrati
http://condrati.blogspot.com

Everaldo Motta disse...

Parabéns Marcelino, mandou bem!!!
Um forte abraço,
Everaldo

Jorge disse...

Caro amigo Ultra Marcelino vc disse 8 Ultras em 2012 vc é fominha por kms hein...hehehe...Muito detalhado o seu relato meus parabéns meu amigo torci muito por vc e que boa notícia que vc alcançou uma boa colocação...Showww...Agora não entendi...A Fernanda não pegou o seu kit, ahhh e também não foi preciso correr com a mochila de hidratação...

Boa preparação para a BR135.

Um abraço,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com